quinta-feira, 11 de março de 2010

Saio do comboio e apanho o primeiro táxi junto à estação.

Pecansis - Bom dia! Quero ir para rua tal.

Taxista - Rua tal? Isso é em Alvalade, temos de ir para Lisboa.

Pecansis - Não, não. Esta rua é aqui. Tenho a indicação de que fica perto do centro comercial xpto.

Taxista - Ahh se fica ao pé do centro comercial é já ali à frente.

Sim, a rua tal ficava mesmo junto ao centro comercial xpto. Como é que se ia para lá? Virava-se à esquerda na saída da estacção, seguia-se em frente, virava-se à esquerda e novamente à esquerda.

Um percurso de 7 minutos foi feito em 25 minutos. O senhor taxista que devia ser da zona, mas não era, não conhecia a rua e só conhecia por alto as restantes. Após muitos cêntimos caídos no contador, nervos à flor da pele e de ter ligado a pedir indicações lá consegui chegar.

O que me chocou mais foi a atitude do taxista. O sr. sugeriu por várias vezes "quer ficar aqui?". E não, não quis ficar ali ao Deus dará sem conhecer onde estava. Lá tive de rodar a baiana e chamá-lo à atenção. Tudo se resolveu... 13 euros depois, por um percurso que não valia mais de 3,50.

6 comentários:

Patatine disse...

Por essas e por outras é que me recuso a andar de táxi. Odeio mesmo!
Beijinho

Style&Stuff disse...

Credo... eu também ficaria possuída!!

Kiss*

suddenly twenty disse...

mais valia ires a pé ahaha

Jo disse...

Ja tou a imaginar a tampa a saltar-me, fiquei nervosa so de ler o teu post! LOL

Olhos Dourados disse...

Fónix, raio dos taxistas...

Dina disse...

É por essas e por outras que tenho uma aversão a taxistas!

DIREITOS DE IMAGENS

Todas as imagens neste blog são retiradas de outros sites e usadas apenas para fins recreativos.
Não é pertendido usar os direitos de autor de outros, por isso sempre que possível é referida a fonte.
Caso alguma imagem esteja contra este estatuto mande-me um e-mail.