segunda-feira, 19 de abril de 2010

Estaremos a ficar escravos das marcas?

Ontem, enquanto trabalhava umas ideias para a agência na Starbucks do Almada Forum reparei que um senhor, na mesa ao lado, brincava com um iPad.

Sim, um iPad. A maquineta que esgotou no dia de lançamento e que só chega à Europa lá para Maio.

Mas o que se passa? Andamos todos a ficar tão maníacos pelos lançamentos de determinadas marcas, ao ponto de fazer pre-order e ir aos States (se for preciso) só para meter inveja aos amigos?

P.S: A Starbucks é o sítio mais simpático para trabalhar durante o fim-de-semana. Clean, cool, com acesso a internet grátis (45 min) e bebidas com leite de soja (para quem é intolerante à lactose).

3 comentários:

N disse...

Starbucks também é uma marca... ;)
E na minha opinião, para a maior parte das pessoas é mais mania que outra coisa!

Pecansis disse...

N,

Tens toda a razão.

A Starbucks é uma marca e, acima de tudo, um sítio onde pagamos mais pelo brand asset do que propriamente pelo produto que nos dão.

Mas enfim...

B. Cérise disse...

Eu gosto de ir ao Starbucks, porque sou fã do Caramel Machiato, mas se não gostasse se nada ia só pelo sítio. É confortável, organizado e normalmente as pessoas não estão em cima umas das outras!
Eu também gostava de poder ir trabalhar para lá;)!

DIREITOS DE IMAGENS

Todas as imagens neste blog são retiradas de outros sites e usadas apenas para fins recreativos.
Não é pertendido usar os direitos de autor de outros, por isso sempre que possível é referida a fonte.
Caso alguma imagem esteja contra este estatuto mande-me um e-mail.